quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Aprenda a driblar a fome noturna - 2ª parte

Essa é a 2ª parte do aprenda a driblar a fome noturna.
Bem depois de um café da manhã o ideal é fazer um pequeno lanche entre o café da manhã e o almoço.
Pode ser uma fruta, barra de cereal, ou castanha do Pará. Mas não deixe de comer, isso fará toda a diferença durante o almoço, pois você não irá comer tanto de uma só vez.

Bem chegamos no almoço...
Veja o prato ideal:
Imagem via 
Isso significa que você deve colocar metade do prato de 
saladas de folhas com legumes crus e  cozidos.
Acrescente junto a salada azeite extra virgem.

A  alimentação aqui em casa? Vai bem obrigada! E não por causa da foto!
Quem me conhece sabe que me preocupo com a alimentação da minha família.
Mas nem sempre foi assim, aprendi a alimentar adequadamente depois da faculdade de Nutrição, outro dia conversando com meu marido ele disse que toda dona de casa deveria fazer o curso de nutrição, fiquei feliz em ouvir isso dele.


Continuando...
A outra metade (ver 1ª foto) você deve dividir em três partes:
1ª parte: Uma fonte de carboidrato; pode ser arroz,  batata ou macarrão. O interessante é substituir o carboidrato simples pelos integrais.
2ª parte: Uma porção de leguminosas como feijão, soja, grão de bico, lentilha, etc.
3ª parte: Uma fonte proteica; pode ser ovos ou carnes magras, assim como peixes; de preferência grelhadas, assadas ou cozidas.

Para completar a quantidade recomendada de fibras dos adultos; que pode variar de 25 a 30 g, minha sugestão é adicionar  juntamente com os alimentos uma porção de sementes; linhaça, gergelim, chia, farelo de trigo (fibra de trigo), que também pode ser consumida ao longo do dia com iogurtes, vitaminas ou frutas.
As sementes além de melhorar o funcionamento intestinal, são fonte de proteínas e minerais como cálcio  fósforo e ferro.

Leia mais... O poder das sementes.


Para completar o almoço acrescentar uma porção de fruta. 
As frutas e sucos cítricos ajudam absorver o ferro não-heme dos vegetais, uma boa opção para evitar anemia.
Imagem google

E lembre-se: A alimentação restrita durante o dia, seja em quantidade ou qualidade, é um dos principais fatores que contribuem para desencadear a fome noturna, principalmente dietas restritas em carboidrato.

Volto com a 3ª parte, aguarde!

Abraços.
Vanessa Oliveira


7 comentários:

Carminha Lyra Andrade disse...

Pois é, tb já estou começando a mudar os hábitos aqui de casa ;)
aproveito pra te falar que tem sorteio lá no blog... espero sua participacao!

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Ultimamente, à noite tô substituindo a janta por um lanche leve ou um cappuccino.
Mas amei as suas dicas!! Nada como uma informação certa... obrigada!
bjns

Di Rodrigues disse...

Oi! Eu tomo café de manhã em casa. Depois vou trabalhar e no lanche da manhã como bolacha de água e sal. Já me falaram que não é bom porque essa bolacha é feita com muita gordura ( evito manteiga, como pura). Eu não como bolachas recheadas. Fico na dúvida se deve continuar com esse meu hábito.
Bjs.

Cristiane disse...

Oi amiga, adorei a postagem, gosto muito das suas dicas, precisamos mesmo estar sempre atentos para para a qualidade da alimentação, como se diz "A gente é o que se come"...
Adorei tudo...
Beijão e ótima sexta ta´!
Cris...

Andreza Castela disse...

VANESSA!!!
Como assim eu ainda não te seguia??? rsrsrs
Menina, teu blog é saúde de cima -embaixo.
Olha estas dicas valiosas eu tento seguir sempre que posso...rsrsr agora gravidinha então...rsrsrs
E o molho? Fiz de novo e comemos no lanche com pão sírio, uma delicia mesmo!
Vou voltar sempre aqui.
Beijos querida
Já sou sua fã!

Rejane Custódio disse...

Vanessa, adoro suas dicas. Eu venho tentando obter uma alimentação saudável, mas eu não gosto de folhas e não sei o que posso comer para substituir. Não como folha nenhuma. As vezes o que faço é um suco com couve e laranja. Mas é raro. Me ajuda!!!!! Beijos querida adoro suas dicas!!!!!!

Liliane disse...

Bacana a dica das frutas....
Não sou de comer frutas.
Grata pela dica.
bjs.