sábado, 12 de fevereiro de 2011

Criança que chora para não ir a escola


Olá queridas, devido a uma semana turbulenta estive ausente aqui do meu cantinho.
Faculdade, afazeres domésticos, almoço, lancheira, banho, choro, choro e mais choro. 
Gente eu não sei mais o que fazer a Yasmin simplesmente se recusa a ir à escola.
Nos primeiros dias ela queixou-se de dor de cabeça dois dias seguidos, no outro dia deu febre, fiquei super preocupada pois nunca tinha visto criança de 4 anos reclamar dor de cabeça, levei ao pediatra fiz hemograma, exames todos ok, não havia infecção para a tal febre, pediatra receitou somente remédio de febre e observar. No dia que deixei ela em casa com medo dela passar mal, ela não manifestou dor alguma nem deu febre.
Gente eu não sei o que fazer! 
Já incentivei, dei recompensa, conversei, briguei. E nada.
E cada vez que ela vai à aula a cabeça doi, mas  é dor de descer lágrimas e colocar as mãos na cabeça e o dia em que não vai a cabeça simplesmente não doi.
Para melhorar a situação a professora esquece de mandar o bilhete avisando da piscina, e ela não foi com biquini portanto não participou, e  mais choro e recusa de ir a escola, no outro dia era aula de informática, enquanto umas participavam da aula de informática, as outras crianças faziam outras tarefas com papel picada, revezando no computador.
E mais uma vez o que aconteceu? A infeliz da professora pensando que ela já havia participado não deixou que ela participasse da aula de informatica ( não chegou a vez dela).  
"Mamãe eu não quero ir na minha escola." 
"Mas porque Yasmin?" 
"Minha tia não deixou eu mexer na internet"."Eu só fiquei picando papel".
E o que eu fiz ?
Fui lá pessoalmente e reclamei com a professora pediu desculpas dizendo que não foi sua intenção.
Coitada, a professora é um doce de pessoa, me pediu para ficar um pouco na sala até que ela parasse de chorar, a Yamin estava em prantos.
Depois que ela acalmou eu saí de fininho, ela chegou em casa alegre e bem disposta, dizendo que gostou, viu o filme do Menino Lobo e contou quase todo o filme, mas já perguntou se pode ficar em casa amanhã ( sábado) e eu disse "mas é claro meu amor" rsrsrs o amanhâ era no sábado mesmo kkkkk,  não queixou dor de cabeça nem deu febre ( sintomas devido a rejeição ir à escola).
Leiam a reportagem a seguir e verão outros sintomas que podem desencadeiam algumas crianças nesta situação.
É bem interessante e esclarecedora, copiei na íntegra do guiainfantil.com.   


Como ajudar a criança que sente medo de ir à escola


Em geral, dirigir-se à escola, é um evento agradável para as crianças pequenas. Infelizmente, para outros isso representa medo ou pânico. Os pais têm motivos suficientes de preocupação quando a criança adoece devido a tensão. Têm crianças que fingem estar doentes ou exageram os sintomas físicos para ficarem em casa e não ir à escola. Com frequência, a criança entre cinco e dez anos de idade que se comporta desta maneira, está sofrendo de um temor paralisante por ter que deixar a segurança da família e da casa. É muito difícil para os pais fazer frente a este pânico infantil, mas esses temores podem tratar-se com êxito, com ou sem ajuda profissional. Tudo dependerá do grau de temor que a criança tenha. Se os pais notam que pode ser algo passageiro, é questão de insistir em levá-lo que tudo passará.
Este medo irracional pode aparecer pela primeira vez em crianças que vão a escolas para para crianças de idade pré-escolar, sendo mais frequente nas crianças que cursam o segundo ano. A criança, em geral, queixa-se de dores de cabeça, de garganta ou do estômago, justo na hora de sair para a escola. A “enfermidade” melhora quando se permite que fique em casa, mas reaparece na manhã seguinte antes de ir à escola. Em alguns casos, a criança se nega por completo em sair de casa. O negar-se a ir a escola aparece geralmente depois de um período em que a criança tenha estado em casa em companhia da mãe, por exemplo, depois das férias, dos dias de festa, ou depois de uma breve enfermidade.

Crianças inseguras na escola


As crianças que têm um medo irracional da escola podem sentir-se inseguras se ficam sozinhas em uma casa, e podem demonstrar um comportamento de apego aos seus pais, e inclusive se convertam na sombra de seus pais na casa. Estes medos são comuns em crianças com a chamada “desordem de ansiedade”. As crianças têm dificuldade para dormir, um medo exagerado e um temor irreal aos animais, monstros, ladrões ou do escuro.
Os efeitos potenciais a longo prazo podem ser muito sérios para uma criança com medos persistentes se não receberem atenção profissional. A criança pode desenvolver sérios problemas escolares e sociais se deixa de ir à escola e de ver seus amigos por muito tempo. Antes que isso ocorra, os pais podem ajudar seu filho levando-o a um psiquiatra de crianças e adolescentes, que trabalhará com ele no esforço de fazer regressar a criança de imedidato à escola e outras atividades diárias. Como o pânico surge ao deixar a casa, e não por estar na escola, a criança em geral estará tranquila uma vez que esteja na escola.

Ajuda profissional

Para algumas crianças, requer-se um tratamento extensivo para determinar as causas do medo. As crianças maiores ou os adolescentes que se negam a ir à escola, sofrem em geral de uma enfermidade mais grave e com frequência requerem um tratamento ainda mais intenso.
Em qualquer caso, o medo irracional de deixar a casa e os pais, podem ser tratados com êxito, e os pais não devem ignorar nem descartar a ajuda profissional. O médico da criança pode indicar os pais a um psiquiatra de crianças e adolescentes.
Beijnhos carinhos e bom fim de semana à todas.

11 comentários:

Arte de Casa disse...

Oi amiga, passei por isso e resolvi de uma forma longa mais simples, a Camila tem 3 anos e vai a escolinha a 2 anos, nos primeiros dias de aula e sempre após as ferias ela não quer ir, então nos preparamos, fazemos juntas presentes para levar a professora, em geral coisas simples, um desenho, uma colagem uma caixinha decorada, outro dia nos fizemos brigadeiro e colocamos em um potão, ela levou e a salinha dela sentou no pátio na hora do lanche e comerão tudo com os dedinhos, ele chegou em casa toda animada, bom em geral fiz ela achar a escola o máximo, e hoje ela pede pra ir até aos Domingos, tem dias que tenho que levar ela lá pra ver que esta fechada!!

*gil de bessa disse...

Oi querida obrigada pela visita e obrigada por me acompanhar, espero que volte sempre, e continue a apreciar o meu cantinho. Quanto as criancinhas, eu acredito em respeitar o tempo delas, cada um no seu quadrado, eu acho que com cada uma a gente tem de agir de uma forma, GRANDE ABRAÇO E FLORZINHAS...

"Manjares da Manu" disse...

Olá, estou aqui passeando pelo seu cantinho, e estou gostando muito!!!O meu filho de 5 anos tb está assim, não quer ir diz tb que está com dor de cabeça, chora muito reclama do motorista do carro que o leva para a escola, ele diz que o moço corre muito...!!!E por aí vai!!!Mas tem que ir né???Fazer o que????
Vou continuar passeando por aqui!!!Vou te adicionar lá no meu cantinho!!!E já estou te seguindo!!!

Bjs...

"Manjares da Manu" disse...

Obrigado pela visita!!!

Bjs....

Luciana disse...

É amiga essa é uma das fases mais difíceis, mas como tudo vai passar, no momento em que ela se sentir segura o problema vai acabar,enquanto isso apenas muuiiiiiiiiiita paciência não é mesmo?Boa sorte pra você estaremos na torcida para tudo se resolver o mais breve possível.
Beijos

Andréa disse...

Simplesmente amiga, todas nós mamães passamos ou vão passar por esta face, eu já passei a muito tempo.Graças a Deus estou livre o meu garoto cresceu , rsrs.
Te digo paciência vai passar.

Tenha um ótimo final de domingo e uma ótima semana!

bjs,Andréa...

Carminha Lyra disse...

Imagino o quanto deve ser complicado essa fase.
Mas tenha paciencia que ja ja ela vai dar upulos de alegria ao ir pra escola.
Pelo menos imagino que seja assim
:)
Força e sucesso na jornada!!!

wilma disse...

Eu creio que a maioria das crianças são assim, gera insegurança e cabe à nós passar segurança e explicar para que a criança não fique traumatizada com a escola.
Meu filho também teve problemas no início, mas se adaptou rápido.
A sua filha logo vai se adaptar, é só vc insistir mais um pouquinho e ter paciencia...
bjossss

Eliana disse...

Oi, Vanessa
Não tenho filhos mas já vi essa situação acontecer com sobrinhos e filhos de amigos.
Como você está antenada e empenhada em ajudar, num instante a Yasmin se adapta, você verá. É só amor, carinho e paciência... E contar com a ajuda da escola, claro.
Obrigada pela visita. É sempre um prazer receber um recadinho seu.
bjoooo
Eliana

Ellen - Ateliê Doce Inspiração disse...

Puxa que situação, não sei muito o que dizer afinal a minha filha desde o primeiro dia entrou e nem quis esboçar um chorinho quem chorou fui eu rs.


Bjs

kessia pauliski disse...

olá minha filha ja tem oito anos e ela sempre chora pra ir a escola, o engraçado que tem dias que ela vai bem sem reclamar,nem liga entra numa boa e tem dias em que faz um escandalo na porta da escola,ela fala que chpora com saudades de mim e quer ficar em casa,nao sei mais o que fazer ......